Nossos artigos e pesquisas sobre Movimentos sociais e eleições

2023

Rebecca Abers, Luciana Tatagiba

This article reflects critically on the contributions of Sidney Tarrow’s new book “Movements and parties” and proposes advancing our comprehension on this relationship on two fronts. First, we argue that previous definitions of social movements hinder our capacity to identify and understand movement-party interactions. Second, we propose a more comprehensive answer to one of the book’s central questions: “how movement/party relations affect changes in institutions”.

2022

Rebecca Abers, Luciana Tatagiba

Neste artigo, as autoras partem da constatação de que os movimentos progressistas ou conservadores influenciam a política tanto direta quanto indiretamente, e produzem efeitos sobre o processo e os resultados eleitorais. Observam que “pautas de defesa das minorias, tradicionalmente associadas ao campo progressista, vão sendo mobilizadas na campanha da extrema direita, em um reconhecimento de que esses valores hoje contam para a conformação das preferências eleitorais”. 

2021

Marília Silva de Oliveira

Este artigo busca aproximar analiticamente duas literaturas que geralmente caminharam apartadas: a de movimentos sociais e a de partidos políticos. A discussão teórica foi desenvolvida com base em estudo de caso sobre a articulação de líderes do movimento ambientalista com partidos políticos, especialmente com o Partido dos Trabalhadores, desde a década de 1980 até o processo de formação da Rede Sustentabilidade.

2022

Cleyton Feitosa

Tese de Doutorado apresentada no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política na Universidade de Brasília. A tese apresenta estudo do processo de institucionalização LGBT+ em três partidos políticos brasileiros: PT, PSOL e PSDB. 

2021

Cleyton Feitosa

Pesquisa documental aponta que 37% dos documentos fazem alguma menção à questão LGBTs. Por Análise de Conteúdo, verifiquei que, pelo menos no plano formal, visam: combater a discriminação, transformar a sociedade visando à liberdade sexual, assegurar o respeito interno entre os filiados e, por fim, se articular com a sociedade civil e os segmentos que a ela pertencem.

2018

Cleyton Feitosa
 

Desde a redemocratização do Brasil, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) atuam nos partidos políticos e na política institucional. Este ensaio pretende fazer um levantamento das principais produções acadêmicas que investigaram as conexões entre o Movimento LGBT e os Partidos Políticos no Brasil.

Livros e capítulos de nossos pesquisadores sobre movimentos sociais e eleições

Conheça os livros publicados, organizados ou escritos por nossas pesquisadoras e pesquisadores. Cabe destacar que as obras aqui presentes são apenas as relacionadas ao tema abarcado pelo Resocie, ainda que algumas de nossas pesquisadoras e pesquisadores tenham outras obras em outras áreas.

2022

Autora: Marília Silva de Oliveira

Analisa o processo que levou à criação da Rede Sustentabilidade, o seu registro como partido político, os seis primeiros anos de sua institucionalização, de 2015 a 2021, e a relação que a Rede estabeleceu com movimentos sociais.
Aborda o panorama que levou os ativistas ambientalistas brasileiros a transformarem a Rede Sustentabilidade em legenda política e à ambição de serem os atores políticos que implementaram as causas ambientais. 

2022

Organizadoras: Magna Inácio e Vanessa Elias de Oliveira

“O conjunto de textos aqui reunidos busca justamente interpretar o cenário político e social atual, no qual as eleições de 2022 se darão, e que será o palco dos novos governos, tanto nos estados quanto no nível federal. Mais do que uma análise da dinâmica eleitoral, o livro explora os sentidos das eleições de 2022 para a democracia brasileira. Para tanto, explora os três principais componentes da política brasileira no cenário eleitoral: o contexto político-institucional das eleições; os atores do processo eleitoral e a agenda de políticas relevantes no pós-eleitoral.”

2017

Autores: Sofia Donoso e Marisa von Bülow

Analyzes the development of the most visible social movements in Chile since 1990.
Contributes to a growing literature on the relationship of social movements with the institutional terrain in the world.
Fills an important research gap in the study of collective action in Chile.

2015

Autora: Debora Rezende de Almeida

O que é representação política e quais são os critérios que a definem como democrática? Para responder tais questões, esta obra defende que é preciso considerar três dimensões distintas e inter-relacionadas, a saber, quem representa, o que se representa e como se representa.

Movimentos sociais e eleições

CALENDÁRIO DE EVENTOS E REUNIÕES

Eventos Agendados