2021

Denialism and Populism: Two Sides of a Coin in Jair Bolsonaro's Brazil

Marisa von Bülow e Rebecca Abers

This article analyses the impacts of the COVID-19 pandemic on Brazil’s populist radical right (PRR), as well as the responses of PRR actors to the pandemic, during the period from March 2020 to October 2021. Despite high death rates and declining popularity in the final months of that period, the Brazilian president consistently maintained a denialist narrative that incorporated key aspects of populist ideology. Based on the analysis of opinion surveys, documents, online messages and secondary sources, we argue that explaining this denialism requires understanding Brazil’s radical-right populism as more than an ideology: it is a social movement.

2021

State–society relations in uncertain times: Social movement strategies, ideational contestation and the pandemic in Brazil and Argentina

Rebecca Abers, Marisa von Bülow e Federico Rossi

This article compares how COVID-19 affected state–society relations differently in two relatively similar countries: Brazil and Argentina. 

2021

Debora Rezende de Almeida e Gizela Zaremberg

Article conducts a comparative and historically situated analysis of activism for and against abortion rights in Brazil and Mexico (2000–2018).

2021

Marisa von Bülow e Igor Brandão
 

Este artigo mapeia e analisa as estratégias eleitorais digitais utilizadas pelos (as) deputados (as) distritais eleitos em 2018 no Distrito Federal. 

2021

Tayrine Dias, Marisa von Bülow e
Danniel Gobbi

This article presents an analysis of the use of populist framing mechanisms by grassroots right-wing organizations. It brings together the social movement literature on framing and the populist literature to understand how actors build an emergent field of activism in a highly contentious context. 

2021

Cleyton Feitosa

Pesquisa documental aponta que 37% dos documentos fazem alguma menção à questão LGBTs. Por Análise de Conteúdo, verifiquei que, pelo menos no plano formal, visam: (i) combater a discriminação, (ii) transformar a sociedade visando à liberdade sexual, (iii) assegurar o respeito interno entre os filiados e, por fim, (iv) se articular com a sociedade civil e os segmentos que a ela pertencem.

2020

Cleyton Feitosa
 

Pouco mais de uma década de experimentação criativa de implementação de políticas públicas de direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, intersexos e outras identidades não cis-heteronormativas (LGBTI+), assistimos a ascensão da extrema direita ao Governo Federal e um fenômeno que a Ciência Política vem chamando por “desinstitucionalização”. 

2021

Cleyton Feitosa

Resenha do livro ‘O colapso da democracia no Brasil: da Constituição ao golpe de 2016’, de autoria de Luis Felipe Miguel.

2020

Debora Rezende de Almeida

This article discusses the potential of social media platforms to promote the accountability of civil society representatives with seats in participatory institutions in Brazil. 

2020

Debora Rezende de Almeida, Anne Karoline Vieira e Gabriella Kashiwakura
 

Neste artigo, buscamos compreender o cenário da participação social nos conselhos de políticas no Brasil após o impeachment de Dilma Rousseff em 2016.

2020

Rebecca Abers

This article examines institutional activism between 2011 and 2018 in two Brazilian government programs, ‘Green Grants’ and the ‘Stork Network’. Institutional activism is defined as collective action in the defense of contentious causes conducted within the boundaries of state institutions. 

2020

Ana Marusia Pinheiro Lima

O texto faz a revisão bibliográfica dos conceitos de tolerância na teoria política e sua necessidade nas democracias recentes, com os desafios para a participação efetiva e a discussão do papel dos educadores acerca do que e como deve ser trabalhado na aprendizagem.

2020

Pedro Abelin
 

The New Information and Communication Technologies (ICTs) have reshaped the debates about populism and the crisis of democracy. This article seeks to analyze how the use of social media reinvigorates the mobilization ability of outsiders to challenge establishment actors and question the political order.

2019

Cleyton Feitosa

Como se posicionaram os candidatos à Presidência da República do Brasil sobre diversidade sexual e de gênero nas eleições de 2018? O presente trabalho apresenta resultados de uma pesquisa documental realizada sobre os Planos de Governo das 13 candidaturas presidenciais registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

2019

Cleyton Feitosa

O trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa no Centro Estadual de Combate à Homofobia de Pernambuco e como ele atua para minimizar a violência contra a população LGBT. Como avanços, a aproximação com setores públicos, a visibilidade da temática LGBT e o número de atendimentos  e, como desafios, o contexto LGBTfóbico pernambucano, a LGBTfobia institucional e a estrutura insuficiente.

2019

Marisa von Bülow e Tayrine Dias
 

A destituição (ou impeachment) da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, foi resultado de um longo e polêmico processo. Por quase dois anos, partidários da Presidente e seus adversários saíram às ruas e foram às mídias sociais para tentar influenciar o processo.

2019

Rebecca Abers

Paper presented at the 2019 Conference of the Latin American Studies Association Boston, explores the evolution of the Green Grants program, run by Brazil ́s Ministry of Environment, as a means for developing the concept of bureaucratic activism. 

2019

Anne Karoline Rodrigues Vieira

Este trabalho tem como foco a análise da ambição política dos deputados nas 11ª e 17ª legislaturas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que representavam descritivamente os seguintes grupos subalternos: mulheres, negros e trabalhadores subqualificados.

2018

Debora Rezende de Almeida
 

Desde as teorias contratualistas e as revoluções modernas, representar politicamente significa agir no lugar de alguém, como seu agente autorizado. Embora a definição seja amplamente aceita e legitimada na ciência política, a dinâmica social e institucional vem denunciando os limites estreitos desta compreensão.

2018

Marisa vön Bulow, Luiz Vilaça e Pedro Abelin

Recent protests throughout the world have fueled debates about how social movement organizations use digital tools. In this article, we analyze the variety of digital activist practices (DAPs) enacted by Chilean student movement organizations over time (2011–2016). We define DAPs as proactive actions that seek to achieve political impacts in a particular context through the use of digital tools. 

2018

Cleyton Feitosa

O presente artigo desenvolve, por meio de pesquisa bibliográfica, reflexões sistematizadas em três seções: a primeira discute o conceito de representação política, a segunda explora os fatores da sub-representação política de mulheres como indícios para a exclusão política de LGBT e a terceira analisa as barreiras para a ambição política e promovem a ausência do segmento LGBT nas esferas representativas brasileiras.

2018

Cleyton Feitosa
 

Quais relações, alianças e conexões foram estabelecidasentre oMovimento Feminista e LGBT no Brasil?A partir desse problema, explorei suas trajetórias políticaspor meio da bibliografia especializada na história dos dois movimentos no país(PINTO, 2003; FACCHINI, 2005). Os resultados indicaram que tais militâncias se desenvolveram separadamente com pouca articulação, diálogo e alianças políticas.

2018

Marisa vön Bulow

This article analyzes the impacts of the process of appropriation of social media on social movement organizations and leaders. It focuses on the case of the Chilean student movement and the cycle of protests that began in 2011. The analysis is based on a multimethods approach, bringing together content analysis of qualitative interviews and focus groups, and three years of network data on Twitter users. 

2018

Rebecca Abers, Robin King, Daniely Votto; Igor Brandão

This case study in the World Resources Report, “Towards a More Equal City,” examines transformative urban change in Porto Alegre, Brazil, through the lens of participatory budgeting. The research focuses on whether and how transformative change has taken place in the city between 1990 and the present.

2018

Rebecca Abers; Marcelo Kunrath Silva; Luciana Tatagiba
 

O estudo da participação de movimentos sociais na produção das políticas públicas é uma agenda em franco desenvolvimento no Brasil e na literatura internacional. Neste artigo buscamos oferecer um modelo analítico para abordar aquilo que a literatura tradicionalmente apreende como “contexto político”, que condicionaria a atuação dos movimentos sociais nas suas tentativas de influenciar o Estado. 

2017

Debora Rezende de Almeida

Este artigo analisa a Política e o Sistema Nacional de Participação Social (PNPS), lançados via Decreto 8.243/2014, com o objetivo de mapear suas inovações, limites e potencialidades para responder aos desafios da efetividade da participação social no país. 

2017

Ana Marusia Pinheiro Lima

Este estudo faz um resgate do programa infanto-juvenil Plenarinho, da Câmara dos Deputados, e documenta o processo de reflexão sobre seu propósito. Analisa-se o que é oferecido pelo Portal Plenarinho na internet, nas dimensões tecnológica, comunicacional, educacional e política. 

2017

Cleyton Feitosa
 

Desde a redemocratização do Brasil, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) atuam nos partidos políticos e na política institucional. Este ensaio pretende fazer um levantamento das principais produções acadêmicas que investigaram as conexões entre o Movimento LGBT e os Partidos Políticos no Brasil.

2017

Cleyton Feitosa

O presente trabalho visa mapear as demandas por participação social da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) na gestão das políticas públicas afirmativas de promoção da cidadania e dos direitos humanos LGBT no Brasil, a partir das instituições participativas construídas a partir da década de 2000 no Executivo Federal.

2017

Gustavo Gomes da Costa Santos, Cleyton Feitosa

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa sobre a gestão de políticas públicas de promoção da cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) no estado de Pernambuco, por meio de  entrevistas semiestruturadas com gestores estaduais e municipais da política LGBT. 

2017

Cleyton Feitosa
 

O presente artigo busca contribuir para o debate sobre desenvolvimento das políticas públicas voltadas para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) nos últimos anos no Brasil. É dividido em duas seções que visam: (I) recompor um breve histórico do Movimento LGBT brasileiro; e (II) realizar um levantamento das produções acadêmicas mais recentes que têm debatido e problematizado os limites e possibilidades das políticas públicas LGBT no Brasil.

2017

Cleyton Feitosa e Emerson Santos

Este estudo verifica as possibilidades de exercício do controle social disponíveis para a população LGBTQIA+ na Administração Pública Federal com base em uma análise documental sobre o decreto que instituiu o Conselho Nacional de Combate a Discriminação de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CNCD/LGBT). 

2016

Rebecca Abers, Marília Silva de Oliveira e Ana Karine Pereira

This paper explores attempts to implement that agenda in big infrastructure projects in the Amazon: the BR-163 road and the Belo Monte dam. We argue that overlapping inequalities (between social groups, within the bureaucracy and between territorial centre and periphery) result in uneven state capacities for implementing projects in the Amazon. 

2016

Debora Rezende de Almeida e Eleonora Schettini Cunha
 

This paper present some results of a research study focusing on the Brazilian Social Assistance System and its main participatory and deliberative institutions. We argue that at least two dimensions are responsible for the connection between arenas – institutional design and the circulation of participant – and that these dimensions also present contradictory effects in terms of the legitimacy of representation, including problems related to public accountability and the inclusion of different discourses.

2015

Rebecca Abers e Marília Silva de Oliveira
 

Neste artigo, exploramos mudanças na relação entre movimentos sociais e o governo do Partido dos Trabalhadores pela lente da política de nomeações de cargos de alto escalão no Ministério do Meio Ambiente (MMA) entre 2003 e 2013. 

2014

Debora Rezende de Almeida

O artigo propõe repensar o conceito de representação políticae e sugere que a legitimidade é construída durante a representação e não apenas obtida por meio da autorização eleitoral.

2014

Debora Rezende de Almeida

Este artigo defende que a nova arquitetura institucional que amplia os canais de conexão entre Estado e sociedade inaugura um novo momento da representação política no país.

2014

Rebecca Abers, Luciana Ferreira Tatagiba e Lizandra Serafim
 

Este artigo analisa a combinação de rotinas de interação do Estado com os movimentos sociais na construção de políticas públicas durante o governo Lula.