Nossas pesquisas e estudos sobre Representação e Participação

Aqui você encontra artigos, teses, disssertações e monografias publicados por pesquisadoras e pesquisadores do Resocie sobre participação e representação.

Conheça, clique e leia!

2022

Gisela Zaremberg, Debora Rezende de Almeida

Este artigo apresenta as redes feministas e sua relação com o Estado, considerando os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e a interação com os partidos políticos na pauta do aborto, no Brasil e no México

2020

Debora Rezende de Almeida

This article discusses the potential of social media platforms to promote the accountability of civil society representatives with seats in participatory institutions in Brazil. 

2019

Debora Rezende de Almeida

Este artigo apresenta uma revisão no conceito de representação política, considerando as experiências participativas no Brasil. sugere revisão do conceito baseado nas questões quem representa, o que e como.

2020

Debora Rezende de Almeida, Anne Karoline Vieira e Gabriella Kashiwakura
 

Neste artigo, buscamos compreender o cenário da participação social nos conselhos de políticas no Brasil após o impeachment de Dilma Rousseff em 2016.

2019

Petra Guasti, Debora Rezende de Almeida
 

In this article, we identify a significant shortcoming in Saward’s claims-making approach; specifically, we argue that it offers little direction in addressing misrepresentation. We distinguish between claims of representation and claims of misrepresentation, and show how the latter can fulfill one, two or all three functions.

2019

Cleyton Feitosa

Como se posicionaram os candidatos à Presidência da República do Brasil sobre diversidade sexual e de gênero nas eleições de 2018? O presente trabalho apresenta resultados de uma pesquisa documental realizada sobre os Planos de Governo das 13 candidaturas presidenciais registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

2019

Debora Rezende de Almeida

The goal of the article is to review Saward’s constructivist model by examining his broad view of legitimacy from the perspective of a particular experience, namely, the Participatory Institutions in Brazil. Participatory institutions highlight two flaws in Saward’s account of legitimacy based on acceptance: the differences in the process of legitimation depending on where social actors present their claims and the paradox between control and decisiveness. 

2019

Anne Karoline Rodrigues Vieira

Este trabalho tem como foco a análise da ambição política dos deputados nas 11ª e 17ª legislaturas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que representavam descritivamente os seguintes grupos subalternos: mulheres, negros e trabalhadores subqualificados.

2018

Debora Rezende de Almeida
 

Desde as teorias contratualistas e as revoluções modernas, representar politicamente significa agir no lugar de alguém, como seu agente autorizado. Embora a definição seja amplamente aceita e legitimada na ciência política, a dinâmica social e institucional vem denunciando os limites estreitos desta compreensão.

2013

Debora Rezende de Almeida

O objetivo deste artigo é apresentar uma revisão do conceito de representação política e seus critérios de legitimidade sob a perspectiva da sociedade civil. O estudo é motivado pelas transformações nas relações entre Estado e sociedade e pelo surgimento de atores representativos fora da dinâmica eleitoral. 

2014

Debora Rezende de Almeida

O artigo propõe repensar o conceito de representação políticae e sugere que a legitimidade é construída durante a representação e não apenas obtida por meio da autorização eleitoral.

2014

Debora Rezende de Almeida

Este artigo defende que a nova arquitetura institucional que amplia os canais de conexão entre Estado e sociedade inaugura um novo momento da representação política no país.

Livros com artigos sobre participação e representação política

Conheça os livros e capítulos de livros publicados, organizados ou escritos por nossas pesquisadoras e pesquisadores sobre participação institucional, movimentos sociais em interação com sistema político e representação política.

Cabe destacar que as obras aqui presentes são apenas as relacionadas à participação institucional e representação e muitos outros estudos do Resocie que se tornaram livros podem ser acessados nessa página.

2022

Autoras: Debora Rezende de Almeida e Gisela Zaremberg

Acaba de ser publicado o livro na Coleção Elements da Cambridge. A obra trata sobre as redes feministas no Brasil e México na pauta do aborto. Foram estudadas as especificidades dessas duas redes, na tentativa de explicar o sucesso em termos de bloqueio e avanço da pauta nos dois países.

Pelas próximas duas semanas o livro pode ser baixado GRATUITAMENTE!

2022

Organização: Luciana Tatagiba, Debora Rezende de Almeida, Adrian Gurza Lavalle e Marcelo Kunrath Silva

A democracia tem passado por profundas mudanças na última década. As referências a essas mudanças mediante novos termos como “morte da democracia”, “crise da democracia”, “desdemocratização”, “autoritarismo furtivo”, “populismo autoritário”, “democracias iliberais”, “regressão democrática”, entre outros, são esforços para conceituar essas transformações e compreender suas causas e efeitos futuros. 

2015

Autora: Debora Rezende de Almeida

O que é representação política e quais são os critérios que a definem como democrática? Para responder tais questões, esta obra defende que é preciso considerar três dimensões distintas e inter-relacionadas, a saber, quem representa, o que se representa e como se representa.